quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Shades of Black

Quando a gente lê na midia ou nas "internets" que o Brasil é o maior país negro fora da África, vc pensa que isso é muita coisa...

De fato, eu sempre achei que morar na África não era nada de mais... afinal, o Brasil é o maior país negro fora da África...

Eu nunca tinha visto negro até morar aqui... No Brasil a gente tem mulato, e alguns negros mais escuros... mas aqui chega a ser impressionante a variação de tons de pele, desde a morena "a la" Camila Pitanga até o negro mais negro de todos os negros... sabe a piada do "só tem o branco dos olhos"? Nem isso... os negros MESMO, o pessoal do continente (por que o Caboverdiano é mulato como nós no Brasil), nem o branco do olho tem... é mais pro creme... impressionante...

Evandro, só vou te chamar de Xuxa agora... Zulu vc não é MESMO :P

6 comentários:

Helga disse...

"(por que o Caboverdiano é mulato como nós no Brasil)"

Como nós quem, cara literalmente pálida? :D hahahahhha

Ei, ei, tenho uma muito boa tb: O cara é tão negro, mas tão negro que é azul! :D heheheh :) Já tive minha cota de espanto ao ver alguma quantidade de negros intercambistas da África lá na UnB. Realmente os nossos já são leitosos, misturados.

Cristian disse...

Isso me ofende profundamente enquanto negro :)

João Marcelo disse...

Eu tava guardando essa pro Evandro, mas vc que pediu...

Imagine a voz do Capitão Nascimento:

"Tu não é negro! Vc é Xuxa!"

Anônimo disse...

Eu acho que deve ter mais negro nos EUA, na Jamaica ou no Haiti do que no Brasil, não? O negros no Brasil são só 6% da população. Temos muitos mestiços, mas negros são pouquíssimos.

João Marcelo disse...

Olha, Jamaica e Haiti eu não sei... são paises minusculos em comparação... mas comparando com os EUA, com certeza... lá são uns 35 milhões de negros, e lá não negros mesmo... a população mestiça é minima. No Brasil deve ter talvez estourando, uns 20 milhões de negros (uns 10 a 12% da população) e os outros são mestiços dos mais variados tons, os "pardos" (eu detesto essa expressão, mas vá lá).

Helga disse...

Não sou branca, não sou negra. Gosto da expressão 'parda'. Mas acho que meu pai é mais pardo do que eu. :P E viva a mistura!