terça-feira, 12 de maio de 2009

Porque babaca tem no mundo todo...

Tem UM aspecto negativo em trabalhar no setor consular...

Os babacas... e não são poucos... Infelizmente, a babaquice parece não discriminar nacionalidade, classe social, cor da pele ou idade... tem jovens, velhos, brancos e negros, ricos e pobres, e de todos os países do mundo...

E todos querem conversar comigo... Esses clientes VIP acreditam que as regras não se aplicam a eles, e que são especiais demais pra esperar na fila, falar baixo ou respeitar quem está no atendimento... e eles sempre acham que conhecem alguem pra "pressionar".

Vou ter de dividir um post em vários, porque é MUITA coisa pra um só...

Pra começar, falemos de emergências... o que é uma pra você?

Pra mim, é um caso de saúde, de perigo real OU em que a pessoa simplesmente foi apanhada numa situação fora de seu controle, e não tem culpa nenhuma da confusão.

Em qualquer um desses casos, eu vou tentar te ajudar... mas...

NÃO é uma emergência você estar viajando e ter acabado de voltar, e precisar viajar amanhã...

NÃO é uma emergência quando você se recusa a entender a instruções e demora uma semana e 4 visitas ao setor consular pra trazer meia duzia de documentos, que 90% das pessoas traz na primeira tentativa...

e com certeza NÃO é emergência você achar que dois dias pra emissão de visto é um tempo absurdo e que determinados documentos são injustificaveis (e aliás, é BURRICE você dizer isso na minha cara).

Continua no próximo episódio...

9 comentários:

Claudia disse...

De repente, minha escolha ficou mais clara. No DAC for me, please :D

Agora conta o resto!

Helga disse...

:) hehehehehh Cabelos brancos antecipados?

Lustosa disse...

Acho q vc anda muito resmungão XD~~~~

Jordana disse...

Menino, aperta aquela tecla que você diz pra eu de vez em quando apertar... Lembra dela? começa com F...
Bjim e paciência (embora essa não seja uma das melhores características da família... kkkkk...) :(

FH disse...

tenso hein....
espero os proximos post sobre....

João Marcelo disse...

Claudia... na DAC vc ajuda Brasileiros... é diferente... e cá entre nós, dá uma certa satisfação por as pessoas no seu lugar :P

Guilherme Jappe disse...

JM, eu te entendo... meu primeiro emprego no setor público foi atendendo público por telefone e pessoalmente, o que piorava ainda mais a situação é que 90% desse público era formado por advogados! :( Haja saco... passei 4 anos fazendo isso, mas sabe que depois de um tempo você liga o foda-se e acaba não se estressando tanto? Abraços!

RC disse...

Parafraseando o título do seu post, emergência tem em todo o mundo. E não discrimina nacionalidade. Brasileiro no exterior também é rei da emergência. A frase mais irritante, em muitas situações, é: EU SOU BRASILEIRO. Do tipo: Vim para cá sem dinheiro, com um nome anotado no papel, sem contrato de trabalho, não gostei do sujeito que me contratou e agora PRECISO voltar para o Brasil, é uma emergência! É óbvio que o cara precisa de assistência, não me entenda mal, não creio que caiba ao serviço consular investigar e julgar as razões do sujeito. Mas daí a ser uma emergência...

Celso Távora disse...

Pior é o "você sabe com quem está falando?"

Nossa, boa sorte...