sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Leite nosso de cada dia, e outros produtos também...

Uma das coisas que mais chama minha atenção no supermercado é a prateleira de leite...

Obviamente, não se produz leite em Cabo Verde (quer dizer, com certeza deve ter umas tias tomando leite de vaca ou cabra no interior, e até tem queijo típico aqui, mas nada industrial), mas existem trocentas opções pra quem quiser escolher bem na hora de comprar... Eu já cataloguei leites portugueses, franceses, holandeses, alemães e espanhois... os a seguir são alguns que eu me lembro e consegui fotografar...

O meu favorito atual, President, é francês... é favorito por que tem tampinha... só por isso...

O Mimosa é português... é gostoso, mas não é o melhor que tem no mercado, apesar de ser o mais comum...

O Frischli é alemão, e muito gostoso, até um pouco melhor que o President, mas é daqueles que tem de cortar a pontinha da caixa, e eu acabo fazendo lambança...

Não consegui tirar fotos do leite holandês Dutch Lady (Bela Holandesa, para os portugueses), que é meu favorito de sabor, mas não está disponivel atualmente, nem do Agros, que é espanhol, e eu não provei, mas dizem ser muito bom...

Aproveitei pra incluir a seguir mais alguns produtos interessantes que encontramos aqui, e que bem podia ter no Brasil...

Pão Sueco! Segundo a Neda tem marcas melhores na Escandinávia, mas só o fato de TER aqui já é bem legal, né?

Mistura para panquecas e waffles! Basta adicionar leite e sacodir que a massa está pronta... grande achado! E Maple Syrup tem sempre tbm!

Cherry, ou Xerez, ou Amontillado... Vinho fortificado, bom pra aperitivo e excelente pra fazer molhos :) Menos de 10 euros aqui, uns 60 reais no Brasil ;)

9 comentários:

Blenda disse...

e eu sempre pensei que maizena fosse uma marca brasileira...

Helga disse...

Comentários em ordem:

Président: que frescura gostar mais dele por conta da tampinha hein! :P

Mimosa: Acho que ele é um dos mais consumidos pela propaganda que faz na embalagem "leite gordo", deu vontade até de beber este!! Tipo, é um leite gordo, tem cara de ter sustânça (pelo menos mais que os outros) e um que tivesse escrito em inglês fat milk. Ei, interessante isso.. então quando começarem a produzir produtos de CV mesmo haverá dificuldade de implantar por aí, porque as pessoas estarão acostumadas com a superioridade das marcas européias e não vão valorizar o produto nacional com facilidade.

Fríschlí: Ué, pensei que as vaquinhas holandesas eram todas roxas. :D

FJord: Além do queijo, o pão por lá tb tem buracos? :D

Maizena shaker: Eu comprei este em uma das minhas viagens, adorei esta idéia de chacoalhar o pote, só que o sabor não fica tão bom quanto outras misturas que ja´ tentei. (pensando bem, acho que foi na viagem dos EUA, hehehe).

Harveys: Traz pra revender por aqui. :P

Afonso Loureiro disse...

O Leite Agros é português, produzido no Minho. E é muito bom.

Clarissa disse...

Uia!
Já tem "knäkkebrød", só falta aparecer o "brunost" (da marca Tine, de preferência) ;o)

João Marcelo disse...

Afonso, I stand corrected :) É o mais dificil de encontrar, só tem em um super, e quando perguntei me disseram espanhol :)

Clarissa, eu já estou feliz de ter encontrado queijo parmesão, do bom, ontem... logo esse que nunca tinha!

E Blenda, eu também achava :)

Clarissa disse...

E aquele que o Cristian deu pra vocês já terminou????? O.O

João Marcelo disse...

Clarissa,

Não acabou, mas não vai durar pra sempre, logo é melhor comprar e congelar :)

Alice Mânica disse...

Meu sonho é achar mistura de panqueca e maple aqui no Brasil em preços decentes!!!

Verônica disse...

Pelo menos uma coisa boa de ser tão dependente de outros países. Conseguem provar de quase tudo deste mundo sem sair do país. Adorava ler os rótulos para saber de onde vinha o produto.