sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Porque a gente não ia mais na Cruz di Papa

Cruz di Papa é bem legal, uma pracinha pertinho da residência oficial com parquinho pras crianças e um espaço de exercício para os velhinhos, além de um lindo mirante.

O parquinho vive lotado, mas a praça dos velhinhos é pouco usada.

Só que alguma alma porca teve a brilhante ideia de por um guardinha lá... e se tem uma pessoa no mundo que pode escolher ser um sacana, e atrapalhar sua vida, é um guardinha.

Outro dia estavamos lá com o Gui, e o menino, vendo a fila nos brinquedos, decidiu brincar nos aparelhos dos velhinhos... e começou a girar uma roldana lá.

Ai chegou o guardinha: "Não pode mexer ai!"

E eu: "Porque?"

- "Porque só é pra maiores de 50 anos!"

No que eu perguntei: "O senhor checa as carteiras?" Óbvio que a resposta foi não!

"Então o menino tem 52!"

A cara do guarda foi ótima, e ele ainda quis discutir, mas como eu disse que chamasse a polícia então, e o Gui logo se desinteressou, morreu por ai...

Mas sinceramente, PRA QUE isso?

Um comentário:

FH disse...

Boa!

Vamos combeçar a contabilizar quantos foras será dado nos Argentinos (e olha que os mendocinos são mais educados e menos "nariz-empinado" que os porteños).

Há 2 semanas fui trabalhar na Argentina durante 1 semana. No 2o. dia eu queria mudar minha passagem e voltar, antes que eu falasse umas boas verdades.